quarta-feira, 14 de maio de 2008

Frustrada...

Todas, em alguma altura da nossa vida, nos sentimos frustradas. Eu já ando assim a algum tempo.
Apesar de, quando criei este blog, ter pensado em desabafar muito por alto, a minha vida, a verdade é que sinto mesmo necessidade de ser ouvida. Prometo que vai ser só um desabafo e que depois sigo em frente.
Espero que me compreendam e não pensem que este blog é um muro de lamentações, mas a verdade é que a minha vida não é um Mar de Rosas, e se até for, tem imensos Espinhos!
E como acho que as Amizades não são para as coisas boas, aqui vai...
A minha Família é 5 estrelas, Amo os meus filhos acima de tudo, e estou com o S. há tantos anos que independentemente daquilo porque já passamos e face às adversidades que ainda vamos tendo, estou com ele por Amor. A minha vida de casada não é, de todo, perfeita, mas ele foi quem escolhi e até agora tenho/temos conseguído ultrapassar os nossos problemas... Bem, adiante...
Profissionalmente é que me sinto mesmo muito frustrada.
Não estudei quando devia, agora que até podia fazer um esforço não à maneira de pegar nos livros...
Trabalho num escritório de advogados, considero-me uma pessoa bastante trabalhadora e diligente, mas isto virou-se contra mim. Aproveitaram-se da minha situação da minha vida, e agora usam-me e abusam. Estou neste trabalho porque preciso, e nem imaginam as vezes que já me passou pela cabeça virar costas e sair. Não o posso fazer, como é óbvio!
Há dias, li algures num blog que muitas pessoas chegaram a determinados postos através de conhecimentos. A verdade é que todos os empregos onde estive (não foram lá muitos) foram todos por cunha, não me envergonho, até porque quem teve de provar o que valia fui eu!
Ando passada, tenho dias que só me apetece chorar, porque faço coisas que nem sequer me competem e muitas vezes nem um obrigada oiço. (acho que ninguém imagina o que eu faço).
Uma das minhas Amigas de Infância, com quem falo muito esporadicamente, enviou-me uma sms, em que dizia: "nem pareces tu." ao qual respondi que já não sou quem era que estou muito mais fraca e deixo-me ir abaixo com mais facilidade, já não sou forte, e ela respondeu-me: "minha querida, o que tu és a tua essência está por debaixo de tudo o que tu já passas-te e não desapareceu, tens de procurar e vais encontrar-te".
Gostei do que li, alguém sabia o que um dia eu já fui...
Tenho enviado alguns currículos, mas a verdade é que tenho plena consciência que sem uma cunha não vou longe (desculpem-me mas é o que penso e já se provou, pelo menos comigo, que é verdade), e por outro lado não posso atirar-me de cabeça para qualquer coisa...
Ando triste mesmo...



10 comentários:

Mamã Pirata disse...

Lamento que assim seja ,o trabalho n reconhecido � frustante.� �bvio que com 2 filhotes n podes abdicar dum sal�rio em casa e depois aproveitam-se disso.

A �nica ajuda que te posso dar � me disponibilizar a 100% para te ouvir e dar um ombro amigo.
estou sempre em claudiaribeir@gmail.com n exites em falar,desabafar tb ajuda.

Um beijo grande.

Nostálgica disse...

E nós estamos aqui mesmo para te ouvir.. Quanto a novo trabalho não percas a esperança, e se não há outra solução agarra-te aos estudos...

Força..

Um beijinho enorme

Ana & Vasquinho disse...

Minha linda, como te compreendo...
Já passei por tantas situações, já 'penei' tanto para encontrar um emprego, e cada vez mais me convenço que neste país o factor 'C' prevalece acima de tudo!

O nosso cv, a nossa experiência é importante, mas o tal factor está acima de tudo.
E há trabalhos em que isso se nota tão bem!!!

Mas não podes perder a esperança nunca!
Tens de lutar por aquilo que queres e acreditar que vais conseguir.
Mas vais ter que ter paciência, isso é verdade.

E qualquer coisa que precises sabes que podes contar connosco, quanto mais não seja para te 'ouvirmos', ok?

Beijo enoooooorme!!!

Cláudia disse...

Minha linda, ó pra mim aqui tão perto para te "ouvir".
Em relação às cunhas, já pensei mais como tu, até ter entrado no serviço onde estou, sem cunha. Eu nem queria acreditar, mas como vês nem tudo está perdido.
Beijihos Carinhosos e cheios de força.
Cláudia

Cláudia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eu... disse...

Minha querida, fico tão triste de te sentir assim, é horrivel como te sentes, e infelizmente não podes virar as costas!

Já estive assim imensas vezes, e por muitos motivos também eu fui ficando... infelizmente não nos podemos dar ao luxo de ir para casa e cruzar os braços, pode ser que um dia as coisas mudem!

Amiga, começa a mandar curriculos, quem sabe tens uma bela surpresa, nem sempre é preciso o factor "C", aliás, pelo que leio, tu és uma excelente profissional, basta mostrares o que vales!

Gostava tanto de te puder ajudar...

Um grande beijinho cheio de esperança e com muitos miminhos!
Cakuxa

Blog da Beatriz disse...

Minha Linda, não desista. É complicado ficar em um lugar onde as pessoas não reconhecem nosso trabalho e nosso "sacrifício". Continue enviando seus currículos, tenha fé. Estou torcendo para que aconteça o melhor para vc e para sua família. Que as pessoas te recompensem pelo seu esforço ou para que você consiga um emprego melhor.

Quanto a desabafar, nossos blogs também servem para isso, pode ter certeza que aqui vc sempre terá uma palavra amiga e muita energia positiva para enviar-te.

Muitos bjinhos para vc, para o Pimpo e para Pimpa

Isabel disse...

ai m inha querida, concordo com a tua amiga, tens mesmo de fazer um esforço para te reencontrares... não dá para teres uma conversinha com o teu chefe? quem sabe ajuda?
um abracinho bem forte!

Cláudia, a mamã da Daniela e do Duarte disse...

Olá!

E estou exactamente como tu!
Farta, cansada da minha vida profissional!
Faço muito mais do que aquilo que me compete!
Enfim...
Mas espero mudar rapidamente de emprego, e já enviei uma série de curriculos.
Mas a verdade é que o mercado de trabalho está muito mau!

. disse...

Sei que não te anima, mas eu própria tb me sinto assim muitas vezes. Vai procurando com fé, calma e esperança. Um dia terás uma boa surpresa. Luz